Número total de visualizações de página

Fussballverband Region Zürich mit Portugiesischen Teams

BLOGGER: SP de Braga, Braga, Portugal. Sporting Clube de Braga de Zurique, Zürich, Switzerlande - GVrreiros do Minho e cultura luso Portuguesa & Helvética...

3. Liga - Gruppe 2
Sporting Clube de Zürich & Centro Lusitano de Zürich
http://www.football.ch/fvrz/de/verein.aspx?v=1629

4. Liga - Gruppe 3
Lafões Club Portugues
http://www.football.ch/fvrz/de/meisterschaft-fvrz.aspx

4. liga - Gruppe 4
Braga de Zürich & Benfica Clube de Zürich
http://www.football.ch/fvrz/de/meisterschaft-fvrz.aspx

Refiro que, o SP de Braga de Zürich, joga com o nome emprestado da Organisação FC Industrie Turicum 2

Site Oficial da Liga Portuguesa de Futebol Profissional http://www.lpfp.pt/Pages/Inicio.aspx

e-mail inspiracaodoautor@sapo.pt

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Belenenses - Sp. Braga (1-3)

18ª Jornada
Depois do jogo Benfica - U. Leiria (3-0) e V. Setúbal - Benfica (1-1) com o resultado Belenenses - Sp. Braga (1-3) o Benfica mantem-se provisóriamente isolado em 1.0 Lugar na Liga Sagres por 1 ponto.
1 - Benfica (46)
2 - Sp. Braga (45)
3 - FC Porto (39)
4 - Sporting (27)
5 - U. Leiria (26)
6 - Marítimo (25)
7 - Nacional (24)
8 - V. Guimarães (23)
9 - Rio Ave (23)
10 - Paços Ferreira (22)
11 - Académica (19)
12 - Naval (18)
13 - Olhanense (17)
14 - V. Setúbal (15)
15 - Leixões (14)
16 - Belenenses (11

1 comentário:

Sporting Clube de Braga de Zurique disse...

Braga com estofo de candidato

Minhotos vencem Belenenses a jogar mais de uma hora só com dez

RUI MIGUEL MELO

foto MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Paulo César abriu o caminho para a vitória da equipa minhota


O Sporting de Braga venceu, ontem, o Belenenses, no Restelo, e está a um ponto do Benfica, com menos um jogo. Os minhotos jogaram mais de uma hora com dez e provaram ser reais candidato ao título. Os azuis permanecem no último lugar.

Foi um jogo marcado pelo minuto 16. Uma perda de bola de Filipe Oliveira levou Moisés a rasteirar Yontcha, Bruno Paixão deixou jogar e o mesmo Moisés travou Lima dentro de área. Foi expulso com dois amarelos no mesmo minuto e, do nada, o Braga viu-se a jogar com dez uma partida que controlava. E sem o capitão, além de Vandinho e Mossoró.

Eduardo defendeu o penálti de Lima, mas tudo mudou. O Belenenses, último classificado, não se amedrontou e, com quatro reforços, pegou logo na partida. Ao Braga não restou alternativa que não fosse a de recuar, fechar espaços e tentar transições rápidas.

O jogo não foi espectacular, mas rico a nível táctico, com dois treinadores sem medo de arriscar. E Domingos venceu. Tirou Meyong, equilibrou a equipa com Paulão e colou Luís Aguiar a Filipe Oliveira. António Conceição respondeu com a entrada de Fredy, para dar maior rapidez aos azuis. Os locais fizeram 25 minutos de qualidade, com boa circulação de bola e algumas oportunidades, todas paradas por Eduardo. Domingos respondeu com Matheus ainda na primeira parte e tirou Hugo Viana. E foi aqui que técnico do Braga ganhou o jogo. Deixou Aguiar em campo e foi de um livre do uruguaio que nasceu o golo de Paulo César, no único remate no primeiro tempo.

A segunda parte começou como a primeira. Aos 46 minutos, a estrelinha desviou a bola de Fajardo para a trave; no minuto seguinte, Eduardo fez uma defesa fantástica a remate de Mustafá e, do canto, resultou o contra-ataque do Braga, com o suplente Matheus a correr 40 metros e a fazer o 2-0.

O duelo de técnicos continuou e Domingos voltou a vencer. Conceição apostou tudo num 3x5x2 e levou o técnico do Braga a colocar Rentería em cima de Marcos António. Ainda que com falta, o colombiano roubou a bola ao brasileiro e fez o terceiro, com uma chapelada. Lá atrás, Eduardo defendeu tudo, excepto a recarga de Yontcha a um remate de André Almeida. Caso contrário, seria a exibição perfeita do guarda-redes.