Número total de visualizações de página

Fussballverband Region Zürich mit Portugiesischen Teams

BLOGGER: SP de Braga, Braga, Portugal. Sporting Clube de Braga de Zurique, Zürich, Switzerlande - GVrreiros do Minho e cultura luso Portuguesa & Helvética...

3. Liga - Gruppe 2
Sporting Clube de Zürich & Centro Lusitano de Zürich
http://www.football.ch/fvrz/de/verein.aspx?v=1629

4. Liga - Gruppe 3
Lafões Club Portugues
http://www.football.ch/fvrz/de/meisterschaft-fvrz.aspx

4. liga - Gruppe 4
Braga de Zürich & Benfica Clube de Zürich
http://www.football.ch/fvrz/de/meisterschaft-fvrz.aspx

Refiro que, o SP de Braga de Zürich, joga com o nome emprestado da Organisação FC Industrie Turicum 2

Site Oficial da Liga Portuguesa de Futebol Profissional http://www.lpfp.pt/Pages/Inicio.aspx

e-mail inspiracaodoautor@sapo.pt

domingo, 25 de outubro de 2009

Erro do árbitro trama líder. SP Braga empatou (1-1) com o Rio Ave

Vila do Conde Golo irregular penaliza bracarenses

O Braga empatou (1-1) com o Rio Ave e cedeu os primeiros pontos na Liga. Um golo de João Tomás, precedido de falta, atrapalhou o líder, que só chegou ao empate. Amanhã, o Benfica pode apanhar os minhotos na frente.
Acabou-se o estatuto 100% vitorioso do Braga no campeonato, depois de sete triunfos consecutivos que projectaram a equipa de Domingos Paciência na liderança isolada desde a ronda inaugural, num trajecto de sucesso que durou mais de dois meses. Mas o jogo de Vila do Conde acabou por ficar marcado por um golo irregular do Rio Ave, apontado por João Tomás, que curiosamente já jogou na turma bracarense. O ainda líder da Liga só marcou por Evaldo, no primeiro tempo, falhando assim a reviravolta completa no jogo. Se o Benfica vencer amanhã, em casa, o Nacional, apanha os guerreiros do Minho na frente, antes do encontro entre ambos, no próximo sábado.
Entrou melhor o Braga, a pressionar bem e a tentar marcar cedo, mas os planos saíram furados, dado que foi o Rio Ave a desfazer o nulo logo ao nono minuto. No entanto, fê-lo de forma irregular. João Tomás ganhou uma bola a Moisés em falta - deu-lhe um toque no pé direito - isolou-se e depois fez um belo chapéu a Eduardo. O árbitro Lucílio Baptista, esse mesmo da tão falada final da Taça da Liga da época passada, deixou passar o lance, sancionando o golo.
Boa resposta dos minhotos - nove cantos ganhos nos primeiros 25 minutos - à procura do empate e a concretizá-lo antes da meia hora inicial. Jogada rápida, Paulo César cruzou da direita e Evaldo, que surgiu de surpresa lá na frente, atirou para o golo, acabando com a inviolabilidade dos vila-condenses nos jogos em casa.
Carlos Brito bem pedia à sua equipa para subir no terreno, mas o meio-campo do Braga controlava o jogo e tentava municiar o ataque. Mas, mesmo à beira do descanso, foi o Rio Ave a estar perto do golo. Vítor Gomes isolou-se, mas atrapalhou-se e deixou Eduardo anular o perigo.
O segundo tempo não trouxe mexidas significativas no rumo do jogo. O técnico do Rio Ave tirou o amarelado André Vilas Boas e reformulou o meio-campo, com a entrada de Adriano. Respondeu Domingos, refrescando o ataque. O equilíbrio era evidente e, embora sem muitos lances de perigo, a partida tinha boa emotividade e podia pender para qualquer lado.
No último quarto de hora, os dois técnicos apostaram mais no ataque, tentando desfazer o empate. O Braga procurou manter o estatuto 100% vitorioso e a fama de marcar nos últimos minutos ajudava a manter a esperança da equipa. Mas o Rio Ave aguentou sem grandes problemas o - justo - empate, para júbilo dos seus adeptos e o desencanto da boa falange de apoio dos bracarenses.
De referir que João Pereira (quatro cartões amarelos), que estava em risco de falhar o jogo com o Benfica, vai poder defrontar as águias.

4 comentários:

Póvoa de Lanhoso a contrariar ou no seu melhor! disse...

Benfica coroa subida à liderança com mais uma goleada

O Benfica chegou, ontem à noite, na Luz, ao topo da Liga, com os mesmos pontos do Braga, depois de mais uma excelente exibição e de outra goleada. Foi a sétima vitória consecutiva de uma equipa verdadeiramente irresistível.

Saramago vs Quelhas - marketing disse...

Quelhas é o autor mais criticado da actualidade na sua terra Natal.
O tema da história da Maria da Fonte, sobre os autores que escreveram sobre ele, é uma dor de cabeça para aqueles que escreveram sobre a heroína.
Até os autores mortos se vão levantar do túmulo!
O autor povoense, Quelhas, relata a história da Maria da Fonte, como José Saramago relata Deus no livro de Caim.
Diz o autor que fez marketing com o próprio titulo, ao referir que as Marias poderiam ser do fontanário e não da fonte…
Fará alguma diferença para a história final, ter (fonte ou não ter fonte” e ter fontanário?
Terra das (Marias) da Fonte ou fontanário, história com histórias, é o livro polémico à vista de muita gente da região.
Carlos Quelhas, natural de Sobradelo da Goma com residência na sede do Concelho da Póvoa de Lanhoso, actualmente a morar na cidade de Zürich na Suíça, tem vindo a dar nas vistas um pouco por todo o lado.
Deve-se a toda esta luta, a confiança que o autor deposita nele mesmo, não ligando a críticas destrutivas, mas sim criativas.
Quelhas, João Carlos Veloso Gonçalves é igual a ele mesmo, igual a si próprio, tem a capacidade de vencer sempre sem quebrar barreiras.
Há quem diga que o autor é criticado pelos seus mais directos colegas das letras, por se verem ultrapassados por este poeta, crítico e jornalista, pelo facto de ter uma escrita moderna e única sem imitações.
O escritor nato minhoto, já colaborou directamente em cinco jornais, em três deles ainda participa com crónicas mensais, com um ou mais textos de opinião, crítica, entrevista e notícias.

Braga-Benfica disse...

Braga-Benfica Técnico provou liderança pela primeira vez e pretende ficar sozinho na frente

Jesus quer isolar-se

Portugal estará de olho, esta noite, no Braga-Benfica. Os líderes medem forças, joga a melhor defesa contra o melhor ataque, e não falta polémica, protagonizada pelo regresso de Jorge Jesus a um palco escaldante.

Em teoria, os encarnados estão mais descansados na Cidade dos Arcebispos. Além da vitória, basta o empate para continuarem na frente do campeonato, mas teria o ponto negativo de ver o F. C. Porto aproximar-se.

Por seu lado, os minhotos tentam regressar à liderança isolada, após um empate em Vila do Conde, na ronda anterior. As águias vão em sete vitórias consecutivas na Liga.

A estatística também vai jogar: os lisboetas marcam golos de 24 em 24 minutos, mas, do outro lado, os arsenalistas só sofrem de 180 em 180. Um duelo que promete!

No lançamento do encontro, o treinador encarnado afirmou, em declarações à Benfica TV, que a equipa actuará de acordo com a sua filosofia habitual. "Vamos jogar de mangas arregaçadas. Teremos de ser intensos, agressivos, de ter espírito de sacrifício e carácter".

Jorge Jesus previu uma partida difícil: "Não pelo Braga estar em primeiro lugar, mas por ser uma boa equipa. Mas acreditamos no que temos vindo a fazer e nas nossas capacidades. Vai ser um excelente encontro". De seguida, Jorge Jesus assegurou que o seu conjunto quer confundir o onze de Domingos Paciência. "Somos muito criativos tacticamente. Os adversários não vão ter uma noção exacta dos nossos posicionamentos, que nunca são iguais. Ponto forte do Braga? Vale como equipa, tem sectores equilibrados".

Na última jornada, após a vitória diante do Nacional, Jesus viu-se pela primeira vez na carreira na posição de líder do campeonato. "Isso não mexe comigo em nada. O que vai mexer é se o Benfica terminar à frente de todos. O que mexe é tentar melhorar as qualidades da equipa, procurando defender a posição na classificação. Estamos bem, mas ainda podemos melhorar e crescer", realçou. Em caso de vitória no Estádio AXA, o técnico antevê uma enorme alegria. "Seríamos líderes isolados ganhando ao outro líder. E conquistaríamos três pontos onde o rival número um [o F. C. Porto] perdeu". A alta rotação física dos futebolistas encarnados está a impressionar meio Mundo. Jesus rejeita a ideia de que a equipa possa perder embalagem. "Isso são ideias teóricas, é só conversa. Essas pessoas não sabem muito bem o que dizem".

Fábio Coentrão, autor de uma bela exibição como defesa-esquerdo na segunda-feira, mereceu elogios. Resta saber se a aposta se vai manter. "Acredito que ele possa fazer aquele lugar com uma qualidade acima da média, pelas suas características físicas. Agora, eleger como defesa um jogador tão novo, sabendo que tem todas as condições para ser um excelente atleta ofensivo é a minha grande dúvida...", concluiu.

Braga vs Benfica disse...

Sou Vermelho, vermelhinho!
Vermelho e branco!
Sou Benfiquista por opção!
Sou Bracarense por natureza!
Ganhe o que ganhar, fico triste pelo que perder...
Seria melhor um empate, digo eu.
No entanto gostaria que o Braga fosse Campeão nacional, e, que este resultado, seja ele qual for, não faça falta para a classificação final.

Quelhas