Número total de visualizações de página

Fussballverband Region Zürich mit Portugiesischen Teams

BLOGGER: SP de Braga, Braga, Portugal. Sporting Clube de Braga de Zurique, Zürich, Switzerlande - GVrreiros do Minho e cultura luso Portuguesa & Helvética...

3. Liga - Gruppe 2
Sporting Clube de Zürich & Centro Lusitano de Zürich
http://www.football.ch/fvrz/de/verein.aspx?v=1629

4. Liga - Gruppe 3
Lafões Club Portugues
http://www.football.ch/fvrz/de/meisterschaft-fvrz.aspx

4. liga - Gruppe 4
Braga de Zürich & Benfica Clube de Zürich
http://www.football.ch/fvrz/de/meisterschaft-fvrz.aspx

Refiro que, o SP de Braga de Zürich, joga com o nome emprestado da Organisação FC Industrie Turicum 2

Site Oficial da Liga Portuguesa de Futebol Profissional http://www.lpfp.pt/Pages/Inicio.aspx

e-mail inspiracaodoautor@sapo.pt

segunda-feira, 1 de junho de 2009

ATLETISMO: CLAUDIA PEREIRA EM DESTAQUE

ATLETISMO: CLAUDIA PEREIRA EM DESTAQUE
Em termos competitivos a atleta queniana presente nesta competição partiu muito forte tentando descolar a bracarense Cláudia Pereira o que não veio a acontecer. Cláudia aguentou muito bem o ímpeto da sua adversária e quando esta começou a ressentir-se do esforço dispendido, ainda antes dos 10Km, acelerou e fez todo o restante percurso no comando da corrida.No final a bracarense venceu folgadamente, na segunda posição classificou-se a atleta africana e a outra bracarense presente, Fernanda Miranda conseguiu um bom 4º lugar.ATLETISMO: MEIA MARATONA DO DOURO VINHATEIROFILOMENA COSTA BATE RECORD PESSOALCom quatro mil atletas à partida (mil na Meia Maratona e três mil na Mini Maratona), realizou-se a 5ª edição da Meia Maratona do Douro Vinhateiro. Com partida na barragem do Bagaúste e chegada à bonita cidade da Régua, os atletas percorreram os 21 Kms do percurso, num dos cenários mais belos da Europa.A atleta bracarense Filomena Costa partiu para esta competição com a intenção de baixar o tempo de 1h15’, marca essa que lhe daria acesso às Universíadas.Com a ajuda dos colegas de equipa Ricardo Vale e Tiago Costa, a bracarense foi sempre dentro do tempo previsto até aos 18 Kms, altura em que teve uma ligeira quebra. Com o final da prova a subir e com vento contr, Filomena viu o seu objectivo não ser alcançado apenas por onze segundos, que numa distância de Meia Maratona é insignificante.No final, Filomena Costa alcança a 4ª posição e bate o seu record pessoal ao realizar o tempo de 1h15’11’’.
Site dos adeptos do Spoting Clube de Braga http://www.superbraga.com/

2 comentários:

"Quelhas" disse...

Atletismo 1... 1984

De nós os três,
No lugar, talvez!
Ganhe um ou outro,
Um de cada vez...

Marcamos um percurso,
Bem alongado,
Contamos os Kms,
E é quilometrado...

Para o S. Silvestre treinamos,
Uns com os outros apertamos,
Quando aperta o Berto,
O João Carlos está perto...

De nós os três,
No início aperta o Berto,
- Decerto! Talvez...
Ganhe outra vez...

De nós os três,
Aperte o Quim, no fim,
- Decerto! Talvez...
Ganhe outra vez...

De nós os três,
Aperte ou não o João,
- Decerto! Talvez....
Sempre o último ou não...

Quando a corrida é a sério,
No meio do pelotão sou seta,
De nós os três,
Eu primeiro a chegar à meta... –

Os três da vergueirada...


Atletismo 2...

– S. Silvestre de Guinhofrei,
Jamais correrei...
Que agora estou velho,
E não sou jamais fedelho...

Pois eu, a sério, era bom!
Agora seria uma desgraça,
Já dei o que tinha a dar,
Não ganharia mais nenhuma taça...

De nós os três tudo acabou...
E tudo o tempo levou...
Medalhas e taças para recordação,
Com muito amor e dedicação...

Lembrança da nossa juventude,
Para um possível encontro, talvez...
Deve-se com coragem e virtude,
De nós os três...

Havia foguetes no ar,
E muita fumaça,
Para os vencedores comemorar,
Na entrega dos prémios, pelo Cortegaça...

Recordar é viver!

Autor inspira-se na mocidade...


http://inspiracaodoautor.blogspot.com/

Anónimo disse...

Português acabou por não embarcar no voo AF 447

O Ministério dos Negócios Estrangeiros português desmentiu a notícia avançada a meio da tarde de que um passageiro português teria embarcado no voo da Air France que desapareceu esta manhã enquanto sobrevoava o Oceano Atlântico. O passageiro de nacionalidade portuguesa acabou por não embarcar no voo AF 447.

A lista completa de passageiros ainda não foi divulgada mas o Ministério dos Negócios Estrangeiros divulgará os nomes quando estes forem conhecidos. O gabinete enviou um funcionário português do consulado para o aeroporto Charles de Gaulle como medida de prevenção.

O avião desaparecido que fazia a ligação Rio de Janeiro-Paris sofreu uma avaria eléctrica às 2H14 GMT (3h14 hora de Lisboa), avança a AFP. Segundo fonte da Air France, pensa-se que o avião poderá ter sido atingido por um raio, o que terá provocado a falha eléctrica.

"O mais provável é que o avião tenha sido atingido por um raio" afirmou Francois Brousse, director de Comunicação da companhia aérea francesa. "O avião entrou numa zona de tempestades com fortes turbulências, que provocaram falhas", acrescentou.

De acordo com fontes aeroportuárias em Paris, "não há nenhuma esperança para o voo da Air France" que fazia a ligação Rio de Janeiro-Paris e que desapareceu na manhã desta segunda-feira.

O Airbus 330 da Air France com 216 passageiros (incluindo 7 crianças e um bebé) e 12 membros da tripulação, desapareceu dos monitores dos radares esta segunda-feira na costa do Brasil, pelas 8h00 francesas (7h00 em Lisboa) e deveria ter aterrado no aeroporto Roissy - Charles de Gaulle de Paris às 11h15 locais (10h15 em Lisboa).

A maioria dos passageiros era de nacionalidade brasileira. A bordo encontravam-se também pelo menos 40 franceses e mais de 20 alemães.

O último contacto com o avião deu-se a 565 quilómetros a nordeste da cidade de Natal, informou a Agência Nacional de Aviação Civil.

Quando o aparelho saiu da área de cobertura dos radares do Cindacta III, estava a voar normalmente a 35.000 pés de altitude (cerca de 11.000 metros) e a 840 quilómetros por hora, segundo a ANAC.

"A preocupação é muito grande. O avião desapareceu dos monitores de controlo há várias horas. Pode ser uma falha técnica dos radares, mas este tipo de avaria é pouco comum e o avião não aterrou à hora que eshtava prevista", declarou uma fonte aeroportuária.

De acordo com fonte militar brasileira, o avião desapareceu a cerca de 300 quilómetros a nordeste da cidade de Natal e próximo do arquipélado de Fernando Noronha. A Força Aérea do Brasil iniciou as buscas a partir desta ilha, informou a Aeronáutica.

A companhia aérea francesa já se pronunciou. Em declarações à agência AFP, uma porta-voz afirmou: "A Air France lamenta anunciar que não tem notícias do voo AF 447 que fazia a viagem Rio-Paris com 216 passageiros a bordo e compartilha a emoção e a preocupação das famílias afectadas".

Jean-Louis Borloo, do Governo francês, descarta a hipótese de sequestro do avião, sendo o cenário mais provável o acidente. "Nesta altura, já estaria sem as suas reservas de combustível, portanto devemos equacionar o pior cenário", acrescentou Jean-Louis Borloo.

Para já não há indicação de portugueses a bordo do avião mas a secretaria de Estado das comunidades já reuniu o gabinete de emergência.

A Air France criou uma célula de crise nos dois aeroportos. Foram também disponibilizados dois números de emergência para as famílias dos passageiros e tripulantes: 080 080 0812 (número verde para França) e 0033 1570 21 055 (número para o estrangeiro). Existe ainda um número de telefone de urgência do Consulado Português em Paris - 0033 1626 98 67 03.

A viagem entre o Rio de Janeiro e Paris dura aproximadamente 10 horas e 20 minutos, um vôo feito quase sempre sobre o Oceano Atlântico. As duas cidades estão a 9.145 km de distância.

O Airbus A330 é o avião comercial de passageiros com maior capacidade de operação em médias e longas distâncias, fabricada pela Airbus.

Acidentes de avião mais graves desde 1977